V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Curso de pedagogia discute virtualização de ensino

Debate integra o projeto ‘Pedagogia da Felicidade’, o qual trará, quinzenalmente, discussões sobre o trabalho do professor e as habilidades exigidas pela profissão

às 00h18
Compartilhe:

Com o tema ‘Desafios no processo de virtualização’, o curso de pedagogia EaD da Universidade Tiradentes realizou a primeira Live da graduação durante o período de pandemia. O debate integra o projeto ‘Pedagogia da Felicidade’, o qual trará, quinzenalmente, discussões sobre o trabalho do professor e as habilidades exigidas pela profissão.

Transmitido pelo canal da Unit no Youtube, o evento on-line desta terça-feira (23) contou com a presença do coordenador do curso de Medicina, Richard Halti Cabral, que relatou sua experiência como professor e usuário de novas tecnologias de ensino.

“Estamos em um momento de reavaliar o sistema de aprendizado e de avaliação do aluno. No curso de Medicina, por exemplo, estamos usando diversos recursos como provas cognitivas e não somente teóricas, avaliação de habilidades, entrevista. O objetivo é ampliar a forma de avaliar o processo de aprendizagem do estudante”.

Richard explicou que a coordenação tem seguidos estratégias de acolhimento, capacitação e uso de tecnologia para adaptar a rotina de docentes e de alunos ao período de isolamento social.

“Focamos no acolhimento, em escutar, mostrar para as pessoas que estamos compartilhando a mesma situação. Estamos usando as diversas ferramentas do Google for Education e conseguimos alcançar boa parte de nossos objetivos, como a virtualização das aulas ao vivo, aplicação de prova, controle de chamada”.

Desafios

A professora Micheline Roberta , do curso de Pedagogia, destacou a necessidade do profissional se manter atualizado. Para ela, o uso de novas tecnologias será, cada vez mais, fundamental para o mercado de trabalho.

“A realidade se apresentou da mesma forma independente da área profissional e nos fez enxergar que nenhum profissional vai se sustentar se não dominar os recursos tecnológicos. Isso será condição fundamental. Outro ponto é que precisamos estar abertos para o desenvolvimento de competências. Não haverá espaço no mercado para quem não dominar, mesmo que minimamente, os recursos de tecnologia”.

Alunos dos diversos polos de Educação à distância acompanharam a Live e tiveram suas dúvidas respondidas no decorrer da transmissão.

Compartilhe: