V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Entenda o conceito e a importância da Aprendizagem Baseada em Problemas

Livro de professores do PSA/Unit aborda de forma descritiva, detalhada e aprofundada os diferentes espaços da sessão tutorial no método

às 21h52
O livro “Descobrindo a aprendizagem baseada em problemas”, publicado pela Editora Universitária Tiradentes (Edunit), (Divulgação/Edunit)
O livro “Descobrindo a aprendizagem baseada em problemas”, publicado pela Editora Universitária Tiradentes (Edunit), (Divulgação/Edunit)
Compartilhe:

Como fazer com que o estudante aprenda os conteúdos curriculares na prática, solucionando problemas do dia-a-dia? A resposta pode ser buscada a partir do livro “Descobrindo a aprendizagem baseada em problemas”, um livro didático-pedagógico que aborda de forma descritiva, detalhada e aprofundada os diferentes espaços da sessão tutorial no método de Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP). O trabalho publicado pela Editora Universitária Tiradentes (Edunit), é de autoria dos professores Malone Santos Pinheiro, Ricardo Luiz Cavalcanti Júnior e Maria Eliane de Andrade, do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente (PSA) da Universidade Tiradentes (Unit Sergipe). 

A metodologia é originada do inglês Problem Based Learning (PBL), que aprofundou a Teoria Pedagógica do filósofo americano John Dewey, quando enfatizou a necessidade de aplicar a relação entre “fazer pensar e aprender”. Os problemas fazem parte do cotidiano e aparecem nas mais diversas carreiras. Por isso, a metodologia de ensino voltada para a resolução de conflitos, busca preparar o estudante de graduação para os possíveis problemas futuros e suas soluções, além de estimular a aprendizagem de conceitos diversos. 

A ABP é uma proposta de ensino mais completa e vai além do currículo comum, uma vez que o aluno é capacitado para resolver problemas diários que podem surgir na sua futura profissão. “Esses problemas têm por objetivo dar significância aos conteúdos e estimular a aprendizagem desses alunos” ressalta Malone.

Com turmas de no máximo 13 alunos, as aulas são ministradas por professores chamados de tutores. “Essa tutoria é similar às aulas teóricas convencionais, mas acontecem numa sala diferente da sala de aula convencional e é lá que os problemas surpresa são apresentados aos alunos. Esse momento é muito importante, porque os discentes descobrem o problema apenas naquele momento, o que nos permite avaliar os seus conhecimentos e especificar quais são os que ele ainda precisa adquirir para entender e compreender melhor o problema”, explica. 

Malone ressalta ainda que depois da primeira sessão, o aluno vai para casa estudar os objetivos de aprendizagem e se preparar para a resolução do problema. “Nesse segundo momento, podemos fazer o fechamento ou discussão da situação/conflito apresentados de forma mais apurada, porque deu tempo para estudassem de modo mais aprofundado e solucionar o que lhe foi apresentado com informações precisas, seguras e aprofundadas”, conta.

Aplicada no país

No Brasil, a Faculdade de Medicina de Marília (Famema), em 1997, foi a pioneira na aplicação da metodologia ABP, que após a mudança ocorrida nas diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em Medicina, em 2014, vem alcançando outros cursos de graduação e pós-graduação. Entre elas, estão as cinco escolas médicas do Grupo Tiradentes (Unit Aracaju, Unit Maceió, Unit Estância, Fits Goiana e Fits Piedade), que aplicam seus cursos com base na metodologia PBL, envolvendo os alunos em atividades práticas desde o primeiro ano. Atualmente 54 instituições de ensino utilizam tal metodologia em Medicina, e outras instituições começaram a aplicá-la em outros cursos de graduação.

O livro escrito pelo trio pode ser adquirido junto à loja virtual da Edunit, pela internet. Ele é formado por 62 páginas distribuídas em sete capítulos com dicas de planejamento, conduta, construção de problemas e avaliação no método, de modo a promover o entendimento das ações ocorridas e, por consequência, a tomada assertiva de decisões. “Trazemos o ponto de vista histórico e conceitual, tutorial para uma sessão de tutoria e as suas finalidades e ações que levam ao êxito, habilidades, virtudes e funcionalidades que um tutor ABP deve ter ao realizar as sessões e, por fim, o que considero ser o mais desafiador, que é construir um problema”, conclui Malone.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: