V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Estudantes de fisioterapia iniciam atividades de estágio supervisionado

Alunos do estágio supervisionado I atuam no Centro de Reabilitação Ninota Garcia e os alunos do ES II, em instituições parceiras.

às 12h08
A estudante Ayslaine da Cunha Oliveira.
A estudante Ayslaine da Cunha Oliveira.
Atividade da Semana de Integração com o Dr.Thiago Silveira Prado Dantas.
A futura fisioterapeuta Aryel Andrade Ribeiro de Oliveira.
Compartilhe:

O estágio universitário tem papel fundamental no desenvolvimento do futuro profissional. É por meio dele que o graduando tem contato com a prática da profissão escolhida e com o mercado de trabalho, e tem a oportunidade de amadurecer pessoalmente. O estágio pode ser remunerado ou não, obrigatório (ou curricular) e supervisionado. Neste período (2022.2), mais de 65 alunos dos 9º e 10º períodos do curso de Fisioterapia da Universidade Tiradentes iniciaram as atividades dos estágios supervisionados I e II em diversos locais.

“Os estágios supervisionados fazem parte do curso de fisioterapia e corresponde ao estágio supervisionado I, que o aluno realiza no 9º período, e o estágio supervisionado II, no 10º período. O estágio é muito importante porque é a partir desse momento que o estudante vai vivenciar na prática tudo o que aprendeu ao longo do curso, no decorrer dos semestres”, explica a professora Drª Andrea Vasconcelos Machado, responsável pelas disciplinas de estágios supervisionados.

No 9º período, o estágio é realizado no Centro de Reabilitação Ninota Garcia. Uma das atividades realizadas é o rodízio nos atendimentos em diversas áreas da fisioterapia: ortopédica, neurofuncional, respiratória, pediátrica e geriátrica. “No estágio supervisionado temos a oportunidade de vivenciar, na prática, tudo (e mais um pouco) do que aprendemos em sala de aula de forma teórica. Também temos a oportunidade de aprofundar nossos conhecimentos em patologias diferentes” afirma a estudante Ayslaine da Cunha Oliveira.

“Nessa vivência diária com os pacientes dá para ver e constatar o quanto a fisioterapia é parte fundamental na evolução e melhoria do quadro geral que levou a afastar- se de suas atividades e direcionar- se ao centro de atendimento. Por isso, a experiência nos estágios tem sido muito enriquecedora tanto na parte profissional, acadêmica, quanto para meu crescimento como ser humano. É impossível passar por essa experiência e não sair dela uma nova pessoa”, complementa.

Já no 10º período, o estágio supervisionado acontece em diversos locais como no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Tribunal de Justiça (TJ), Associação dos Amigos da Oncologia (AMO), Decós Day Hospital, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e outros. Nesses locais, os alunos realizam avaliação ergonômica e intervenção de exercícios.

“Está sendo uma ótima experiência, pois aprendemos diretamente na prática como iremos atuar como futuros profissionais. Além de termos um apoio essencial de excelentes preceptores, sempre presentes no momento em que nos sentimos inseguros ou temos alguma dúvida”, conta a futura fisioterapeuta Aryel Andrade Ribeiro de Oliveira.

Início de semestre

No último dia 19, a coordenação de Fisioterapia realizou a Semana de Integração para os alunos dos 9º e 10º períodos matriculados nos estágios 2022.2. No dia 21, as turmas receberam o Dr.Thiago Silveira Prado Dantas, representante do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 17ª Região (CREFITO-17), para uma palestra sobre a importância do conselho de Fisioterapia no exercício da profissão.

 

Leia também: Alunos de Fisioterapia vivenciam a equoterapia do Batalhão da Restauração

Compartilhe: