V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos: Símbolo de Resistência

“A igreja de pretos, é um espaços criado para os homens de cor exercerem e praticarem os seus ritos", explica professor

às 13h21
Igreja de Nossa Senhora dos Pretos
Igreja de Nossa Senhora dos Pretos
Ivan Rêgo Aragão
Compartilhe:

Dentre os diversos prédios históricos localizados em São Cristóvão, uma das igrejas tombadas como patrimônio histórico está localizada na rua Coronel Erondino Prado. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos foi fundada em 1746 e é uma das muitas igrejas construídas por irmandades de negros devotos de Nossa Senhora do Rosário.

De acordo com Ivan Rêgo Aragão, historiador, turismólogo e professor do curso de graduação em Pedagogia na Universidade Tiradentes. no período em que o Brasil foi colônia do Impero Português, as igrejas construídas em território nacional eram dividas em Irmandades e Confrarias pela cor da pele: brancos, pardos e negros. As igrejas de homens brancos ficavam na parte nobre da cidade e eram arquitetônicas e decorativamente mais luxuosas, visto que, eram usados materiais caros. Já as igrejas dos homens pretos eram de arquitetura e construídas com materiais mais simples e em localização periférica do centro nobre da cidade.

“Se os negros alforriados ou não, eram proibidos de exercer sua fé vinda de África publicamente pelo colonizador europeu, branco e católico. As irmandades e igrejas de pretos, foram espaços criados para os homens de cor muitos recém livres exercerem e praticarem os seus ritos, ainda que católicos ou sincréticos. A Igreja do Rosário dos Pretos em São Cristóvão foi um desses espaços”, explica. 

Nossa Senhora do Rosário era uma figura de importância para os escravos e negros libertos do Brasil. Ainda hoje, igrejas de negros podem ser encontradas em todo o país. Essas igrejas desenvolveram-se de maneira distinta daquelas dedicadas à população branca. A construção da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de São Cristóvão data do auge da exploração da cana-de-açúcar na capitania de Sergipe, um período no qual um grande número de escravos foram levados para a região para trabalhar nas fazendas de engenho.

“A Igreja de Nossa Senhora dos Pretos de São Cristóvão teve a construção patrocinada pela Irmandade dos Homens Pretos do Rosário. Foi iniciada em 1746, época em que desenvolvimento açucareiro fazia afluir para a região grande número de escravos negros. Sempre foi um espaço para realização das manifestações culturais religiosas como a Taieira e a Chegança. Ainda hoje, mantêm a função de culto religioso e é dessa igreja que dá início a Procissão de Fogaréus na Semana Santa”, reitera o professor.

Leia Mais: Igreja Nossa Senhora do Amparo dos Homens Pardos passará por restauração

 

Compartilhe: