V E S T I B U L A R UNIT
MENU

NUPPE envolve estudantes em ações extensionistas voltadas para a sociedade

Coordenados pela professora Rayane de Oliveira Silva Alves, alunos de Arquitetura e Urbanismo prestam serviços à sociedade.

às 14h17
A coordenadora do Nuppe/Unit, Rayane de Oliveira Silva Alves.
A coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo, Millena Moreira.
Compartilhe:

A extensão universitária é um dos pilares da formação acadêmica. Através de atividades extensionistas executadas por estudantes e docentes, a Universidade Tiradentes (Unit) aproxima a sociedade do ambiente acadêmico e presta serviços comunitários. Um destes serviços é o Núcleo de Projetos, Pesquisa e Extensão em Arquitetura e Urbanismo (NUPPE), que atende comunidades que vivem em situação de vulnerabilidade, além de promover eventos e cursos para os alunos do curso.

Uma das principais atividades do núcleo acontece em parceria com o Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ/Unit) para ações de usucapião. “A gente presta serviços de usucapião para a comunidade de baixa renda que procura o NPJ. Um grupo de alunos é direcionado à residência do solicitante para fazer as medições e depois construir o projeto da planta de situação com todas as taxas exigidas, devolvendo ao NPJ para a sequência da documentação do usucapião”, explica a coordenadora do Nuppe/Unit, Rayane de Oliveira Silva Alves.

O NUPPE/Unit também tem parceria com escritórios de arquitetura para a realização de estágios supervisionados com os alunos. “Os estudantes da disciplina estão estagiando no NUPPE, desenvolvendo projetos complementares reais de residências, que eles têm pouco acesso durante a graduação. São projetos de pontos elétricos, de granito, de gesso… São projetos fundamentais para que eles trabalharem”, disse.

Além disso, o NUPPE/Unit está contribuindo com o Programa de Gestão de Aprendizagem da universidade, ofertando dois cursos extras: Geometria e Desenho Técnico, e Equações Básicas Aplicadas à Arquitetura e Urbanismo, ajudando a suprir deficiências de aprendizagem. “A Gestão de Aprendizagem mapeia os gaps de aprendizagem dos alunos, que geralmente estão nas áreas de uso da língua, interpretação de texto, operações matemáticas e raciocínio lógico. Com a ajuda dos professores, a gente trouxe esses gaps mais ligados à prática da arquitetura”, esclarece a coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo, Millena Moreira.

Para a aluna do curso Eduina Bezerra, a presencialidade ajudou a movimentar ainda mais as atividades do núcleo e movimentou a participação de novos estudantes. “O NUPPE vai muito além da pesquisa e do próprio ensino de sala de aula. Ele abre um leque para que a gente possa desvendar a extensão a partir de ações fora da instituição. A ideia é fazer com que o aluno não fique preso ao anonimato e a Unit tem grandes vantagens nisso, pois oferece várias oportunidades. Estou gostando muito da nova rotina”, enfatiza.

Atualmente, 16 alunos estão atuando no NUPPE/Unit.

 

Leia também: Atividades extensionistas garantem vivência profissional fora da sala de aula

Compartilhe: