V E S T I B U L A R UNIT
MENU

O papel do engenheiro na execução de obras públicas

É preciso saber lidar com normas, instrumentos legais, ferramentas e peculiaridades para a condução eficiente e correta de obras públicas

às 18h29
O engenheiro deve ter conhecimento sobre o conceito de obra pública e os mecanismos que regem sua responsabilidade técnica na gestão dela (Lyx Engenharia/Unsplash)
O engenheiro deve ter conhecimento sobre o conceito de obra pública e os mecanismos que regem sua responsabilidade técnica na gestão dela (Lyx Engenharia/Unsplash)
Compartilhe:

A realização de uma obra pública é um processo complexo. Ela requer dos agentes envolvidos determinados conhecimentos em todas as etapas para viabilização do empreendimento. Para o engenheiro civil, não é diferente. E não basta a ele saber as normas de execução e elaboração de projetos, mas também conhecer um conjunto de procedimentos e formalidades específicas ligadas à aplicação dos recursos públicos.

Para atuar na gestão de obras públicas, o engenheiro precisa estar preparado e qualificado para lidar com normas e regulamentos, conhecendo suas peculiaridades, seus instrumentos legais, ferramentas e marcos regulatórios. São conhecimentos que geralmente não se adquire no meio acadêmico, e a falta deles pode ocasionar um controle gerencial deficitário.

A Engenharia Civil detém um papel estruturante no desenvolvimento de um país, responsável por realizações de interesse social e humano. Quando as informações são insuficientes, há um grande risco das obras e serviços de engenharia apresentarem qualidade insuficiente, com problemas legais ou com preços incompatíveis com os mercados. 

Responsabilidade

O profissional engenheiro civil participa no processo de planejamento, contratação, execução e acompanhamento das obras públicas no âmbito municipal, estadual e federal. Com uma atuação tão ampla, é importante ter conhecimento sobre o conceito de obra pública e os mecanismos legais que regem sua responsabilidade técnica na gestão da obra pública.

Esta responsabilidade vai desde a fase de planejamento, onde esse profissional elabora os estudos de viabilidade para, em seguida, gerir a elaboração do projeto básico, assessorar a comissão de licitação, fazendo a análise das propostas técnicas apresentadas pelos participantes do certame licitatório, acompanhar a execução e, além da fiscalização, conhecer suas atribuições como fiscal da obra pública.

Formação

Os cursos de engenharia civil não devem oferecer uma formação eminentemente voltada para as técnicas de projeto, dimensionamento e execução. É preciso preparar os futuros profissionais para trabalhar com gestão de obras públicas. A engenharia pública conta com especificidades nas etapas de planejamento, execução e gerenciamento de uma obra que requerem competências profissionais específicas e que devem ser disponibilizadas no meio acadêmico. 

O curso de Engenharia não pode ser um mero treinamento operacional. Precisa fornecer também conhecimentos específicos durante a sua formação acadêmica, de modo que acumule informações para a boa prática profissional nessa área de atuação, inclusive com disciplinas de formação gerencial. 

A atualização dos currículos no que diz respeito à formação para essa área específica é uma preocupação do Grupo Tiradentes. Com foco de atuação em vários campos de trabalho dentro da área, oferece aos alunos competências e habilidades para atuar não apenas como técnicos e projetistas, mas também como gestores, engenheiros de campo, além de serem preparados para todos os desafios do novo mercado de trabalho. 

Asscom | Grupo Tiradentes 

Compartilhe: