V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Professor está entre os pesquisadores mais influentes em energias e engenharias

O docente e pesquisador da Unit realiza pesquisas nas áreas de eletroquímica, eletroanalítica e nanomateriais há mais de 20 anos.

às 13h37
O docente da Unit e pesquisador do ITP, doutor Giancarlo Richard Salazar Banda.
O docente da Unit e pesquisador do ITP, doutor Giancarlo Richard Salazar Banda.
Compartilhe:

O docente da Universidade Tiradentes (Unit) e pesquisador do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), parceiro da instituição, doutor Giancarlo Richard Salazar Banda, faz parte do seleto grupo de pesquisadores mais influentes do mundo nas áreas de energias e engenharias. Há mais de 20 anos no Brasil, encontrou no país uma vocação: ser cientista. Atualmente, realiza pesquisas nas áreas de eletroquímica, eletroanalítica e nanomateriais.

“Eu tive um primeiro contato com a pesquisa durante minha graduação, onde auxiliava como voluntário, a um professor que tinha acabado de chegar ao Peru depois de realizar doutoramento na Inglaterra. Mas foi algo superficial. Já desde que cheguei ao Brasil no ano de 2000, e tive contato com a pesquisa científica de ponta, fiquei apaixonado por ela”, relembra.

Com o passar do tempo, o  fascínio pela Ciência só aumentou. “Esta paixão não diminuiu, e na verdade, ficou maior quando tive a oportunidade de, não somente fazer pesquisa e gerar conhecimento, se não contribuir para a formação de futuros pesquisadores pela orientação de discentes de mestrado e doutorado. Todos os meus ex-orientandos estão espalhados pelo Brasil e exterior, disseminando o que aprenderam aqui e sendo, muitos deles, orientadores de outros jovens futuros cientistas”, conta Banda.

Durante o pós-doutoramento, o professor soube que a Unit estava se preparando para a abertura do doutorado em Engenharia de Processos. “Eu e a Dra. Katlin Ivon Barrios Eguiluz fomos contatados por dois amigos que eram professores da Unit, avisando que o programa estava com vagas abertas. Depois de nos interessamos pelas vagas, recebemos um convite para conhecer as instalações da Unit e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos”, lembra.

“Após entrevistas com o pró-reitor de pesquisa da instituição, naquela época o professor Temisson José dos Santos, e discussões de projetos e trabalhos de pesquisa com docentes do programa, fomos convidados para participar do quadro da instituição, que estava preparando um APCN [Aplicativo para Propostas de Cursos Novos] para solicitar abertura de doutorado naquele momento”, recorda o pesquisador.

Ranking

Como pesquisador, Giancarlo já publicou 160 artigos em periódicos internacionais e 252 trabalhos em anais de eventos científicos. Detém uma patente concedida e três depositadas. Recentemente, em um levantamento feito pela Universidade de Stanford (EUA), referente ao ano de 2021, ele ficou entre os pesquisadores mais influentes do mundo nas áreas de energias e engenharias.

O ranking classificou mais de 200 mil pesquisadores de acordo com os índices de produtividade acadêmica e citações. “Possuo índice H (h-index) de 31 na Scopus e na Web of Science, e de 37 do Google Scholar. Formei 20 mestres, 17 doutores, orientei seis trabalhos de conclusão de curso, além de 59 projetos de Iniciação Científica. Supervisionei oito projetos de pós-doutorado, assim como um pesquisador visitante especial (Jovens Talentos). Entre, 2003 e 2022, participei de 38 projetos de pesquisa e de extensão, sendo coordenador de 15 deles”, destaca.

“Estar na lista dos pesquisadores de impacto na área de Engenharia é também fruto de um trabalho sério e comprometido dos discentes do PEP e do laboratório do qual sou líder. É um reconhecimento à qualidade das pesquisas que realizo, um reconhecimento ao incansável trabalho diário de geração de conhecimentos e formação de recursos humanos especializados. Do ponto de vista profissional, é algo que incentiva a continuar trabalhando e enfrentando os desafios que a profissão propõe”, afirma Banda.

Área de Atuação

“Tenho experiência em Engenharia Química e em Química com ênfase em Eletroquímica e Eletrocatálise. Atualmente, minha área de atuação é principalmente nas seguintes linhas de pesquisa: tratamento de efluentes usando métodos eletroquímicos, síntese de eletrodos para aplicações eletroquímicas, desenvolvimento de catalisadores para a oxidação de álcoois, modificações por sol-gel, eletroanalítica e nanomateriais”, revela o pesquisador que renovou a bolsa de produtividade CNPq, subindo de nível de 1D para 1C.

O docente ministra aulas no curso de Engenharia Química e no Programa de Pós-graduação em Engenharia de Processos da Unit (PEP). “Atualmente, sou coordenador do programa, que alcançou conceito Capes 6. Fui agraciado com alguns prêmios, entre eles a Medalha de Ouro WIPO, concedida pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual à melhor patente verde do Brasil. Em, 2018 recebi o prêmio de pesquisador sênior no Prêmio João Ribeiro de Divulgação Científica e Inovação Tecnológica (Área de Ciências Exatas e da Terra e Engenharias) da Fapitec/SE”, destaca.

Conquistas

Desde 2010, o pesquisador é líder do Grupo de Pesquisa ‘Grupo de Eletroquímica e Nanotecnologia’, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e coordenador do Laboratório de Eletroquímica e Nanotecnologia do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP). Foi membro titular da Câmara Superior, coordenador da área de Engenharias e Computação da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica (Fapitec/SE).

Também é membro e sócio fundador da Sociedade Brasileira de Eletroquímica e Eletroanalítica; e do Comitê Externo de Avaliação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica-PIBIC do CNPq e avalio o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Sobre o docente

Giancarlo Banda é graduado em Engenharia Química pela Universidad Nacional de San Agustín, revalidado pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); mestrado em Engenharia Química também pela UFSCar e doutorado em Química Físico-Química pela Universidade de São Paulo (USP). Realizou pós-doutorado no Instituto de Química de São Carlos (Fapesp/USP) e estágio sênior na University of Southampton, no Reino Unido.

 

Leia também: PEP Unit obtém nota 6 em avaliação da Capes

Compartilhe: