V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Reitor da Unit completa 86 anos de vida e inspiração

Jouberto Uchôa de Mendonça é reitor da Unit, mas para colaboradores, alunos e familiares, é um visionário, inspiração e modelo a ser seguido.

às 18h26
Professor Uchôa completa 86 anos neste 17 de setembro.
Professor Uchôa completa 86 anos neste 17 de setembro.
Com o neto, Bruno Uchôa.
Com o amigo Dr. Osório Ramos, e sua esposa, professora Amélia Uchôa.
Compartilhe:

No dia 17 de setembro de 1936, nascia o terceiro dos 11 filhos do motorista Jacinto Uchôa de Mendonça e da servente Cândida Rodrigues de Mendonça, Jouberto Uchôa de Mendonça. Foi o primeiro tecelão homem na década de 50 – atividade considerada feminina -, balconista, auxiliar de laboratório e funcionário da Prefeitura de Aracaju. Iniciou as atividades ligadas à Educação como vigia, depois foi servente, inspetor de alunos, professor de matemática, secretário e diretor. 

Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais/UFS (registro na OAB/SE 509), e fez pós-graduação em Administração de Unidades de Ensino, além de outros. Hoje, é reitor da Universidade Tiradentes (Unit) e presidente do conselho do Grupo Tiradentes. É, ainda, membro da Academia Sergipana de Letras, da Academia Sergipana de Letras Jurídicas, e da Academia Sergipana de Administração. Também se tornou imortal da Academia Nacional de Economia. Mas, por trás da história já conhecida, quem é o professor Uchôa? Para alunos e ex-alunos, familiares, amigos e colaboradores, ele é: um visionário, modelo e inspiração a ser seguido.

Aos que passam pelo seu caminho, o professor Uchôa tem costume de convidar para ser docente da Unit. Assim aconteceu com o desembargador aposentado, Dr. Osório Ramos, há mais de 40 anos. “Eu divido a história da educação de Sergipe em dois períodos: antes e depois de Uchôa. Ele teve uma iniciativa visionária que transformou a Tiradentes nessa grande e respeitada universidade. Não é pelo seu tamanho, mas pela sua qualidade”, diz.

“Por isso, professor Uchôa para mim é uma referência, um ícone. Ele é um visionário, um desportista torcedor do Confiança, um amante da boa música romântica; é um mecenas porque sempre prestigia os artistas locais. Quando ele comemora mais um aniversário, a gente deseja muitos e muitos anos de vida”, acrescenta o amigo.

Incentivo

O amor e o incentivo à Educação sempre esteve presente na personalidade do professor Uchôa. O músico, poeta e sergipano apaixonado pela sua terra, Antônio Carlos du Aracaju foi um dos incentivados por ele. “À época em que cursei Jornalismo na Unit, sempre fui um aluno com as melhores notas da sala, por isso ele dizia que eu era um modelo a ser seguido, mas eu dizia que ele é que era esse modelo. Do aluno ao professor, do professor à academia ele sempre foi um modelo. Ainda espero voltar a ser um dos seus orientados. Ele tem uma atenção e carinho muito grande comigo e hoje, sempre nos encontramos na Academia Sergipana de Letras e ‘trocamos figurinhas’”, conta.

Esse também é percebido pelos alunos da universidade. “Vejo o professor Uchôa como um pilar dentro da instituição, além de ter uma história memorável. Ele é uma pessoa excepcional, dono de uma simplicidade singular”, diz a estudante de Direito, Leticia Silva.

“Para mim, Jouberto Uchôa de Mendonça é um idealizador. Um grande idealizador educacional que pavimenta caminhos diversos pensando na realização dos sonhos e metas de seus alunos”, afirma Davi Soares, aluno do curso de Psicologia.

Carisma

Seu caráter pode ser resumido pela frase de Ulpiano, estampada no foyer do prédio da Reitoria, no campus Farolândia:Viver honestamente, a ninguém ofender, dar a cada um o que é seu’. E para a professora Ana Cláudia Mota: “isso representa o professor Uchôa em sua plenitude. Porque ele é uma pessoa honesta e carismática, tratando a todos sem distinção de nível hierárquico e certamente uma pessoa que marca e ficará para sempre registrada na minha vida, na minha memória e na minha história”, declara.

“No Natal de 2011 era o meu primeiro ano de emprego na Unit. E na época, não havia férias coletivas, então, me recordo que na véspera de Natal, ele foi passando de sala em sala, abraçando os colaboradores, desejando ‘feliz Natal’ a nós e a nossas famílias. Isso para mim foi um gesto inesquecível”, relembra a professora.

Com esses mesmos olhos, a assistente administrativa Marilene Vieira enxerga o professor Uchôa. “Para mim, ele é uma pessoa única. Sempre nos trata com carinho e amor, e nos conhece pelo nome. Ele é um exemplo e representa para mim, a figura de um paizão”, salienta.

Egresso da Unit e hoje, docente do curso de Arquitetura e Urbanismo, além de sócio proprietário do Ágora Arquitetos e superintendente do Instituto Banese, Ézio Déda conta que o professor Uchôa é muito mais do que uma personalidade. “Professor Uchôa é um patrimônio vivo de nossas esperanças em um Sergipe possível, inovador e próspero. Uma natureza instigante e inspiradora que transformou tantas vidas. Uma bússola para nós que temos a honra de compartilhar de sua amizade, inteligência e da integridade de sua palavra”, ressalta.

Modelo

Figura paterna e fonte de lições a serem aprendidas. Essa é a forma como o professor do curso de Medicina, Marco Almeida, enxerga o professor Uchôa. “Falar dele é fácil, prazeroso e imprescindível. Tenho a oportunidade de conviver com essa mente brilhante e usufruir das realizações da Unit. Ele é um homem de virtudes e a convivência com ele nos inspira a produzir mais realizações ainda. Por isso, é imprescindível deixar de exercer a gratidão porque como ele mesmo nos ensina, a gratidão deve ser algo exercido preferencialmente em vida. E nesse momento, sou muito grato”, reconhece.

Para o filho, Dionísio Uchôa, ele representa mais do que a figura que todos conhecem. “Para falar do professor Uchôa, eu falo em duas situações. O pai, que sempre esteve presente não só para mim, mas para todos os meus irmãos; um pai que cobrou as responsabilidades de cada filho, sejam as responsabilidades de dentro de casa ou as de fora. E falar de Uchôa, reitor da Unit, é falar de uma pessoa que sempre se preocupou em dar condição a todos que tivessem interesse em melhorar de vida e aprender”, revela.

E o neto Bruno Uchôa, declara: “Ele é a minha maior inspiração, principalmente pelo ser humano incrível que é, pela sua humildade, seu jeito de tratar as pessoas e pela sua trajetória desde tecelão a tudo isso que construiu. Cada dia que passa eu tenho mais orgulho ainda, cada momento com ele é muito especial e divertido. Só tenho a agradecer por tudo e por todos os conselhos, e dizer que sou completamente apaixonado por ele”.

 

Leia também: Academia de Administração concede moção de aplausos ao professor Jouberto Uchôa

 

Compartilhe: