V E S T I B U L A R UNIT
MENU

“Desde o início da graduação pensei em fazer pesquisa”, diz mestranda.

Por meio da Iniciação Científica, Vitória Steffany de Oliveira Santos, deu o primeiro passo para a sua formação como cientista.

às 11h22
A egressa Vitória Steffany de Oliveira Santos.
A egressa Vitória Steffany de Oliveira Santos.
Compartilhe:

É durante a graduação que o estudante tem a oportunidade de conhecer o universo científico, conhecendo laboratórios, professores-pesquisadores que contribuem com diversas linhas de pesquisas que culminam na resolução de problemas reais da sociedade. Foi por meio da Iniciação Científica que a egressa em Ciências Biológicas da Universidade Tiradentes (Unit), Vitória Steffany de Oliveira Santos, deu o primeiro passo para a sua formação como cientista. Atualmente, ela é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente da Unit (PSA).

“Desde o início da graduação pensei em fazer pesquisa, porém muitas vezes não sabemos por onde começar, e com ajuda de professores fui aconselhada a fazer uma Iniciação Científica e acredito que isso foi uma porta de entrada extremamente importante para iniciar na pesquisa. Foi um processo de muito aprendizado e muito empenho. Não foi fácil no início, mas sinto que foi uma das melhores coisas que fiz na graduação”, relembra.

Para Vitória, a Iniciação Científica é importante até mesmo para estudantes que não têm o intuito de entrar no universo científico. “A IC é muito importante para quem pretende trabalhar com pesquisa e para quem não pretende também. Acredito que trabalhar em um projeto desse tipo é uma oportunidade de melhora em vários quesitos e eu em particular aconselho a todos uma experiência como essa, de vivenciar e trabalhar em um projeto de IC”, sugere a mestranda.

Dados do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) mostram que estudantes que participam do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) estão mais propensos a fazer uma pós-graduação. Egressos do programa têm quase três vezes mais chances de concluir um mestrado e 1,5 vez mais de fazer um doutorado.

“A Unit tem um grupo de professores e pesquisadores de muito peso, extremamente capacitados e oferece estrutura para a realização de muitos projetos. Foi isso que me fez escolher continuar na instituição. Ao final da graduação já entrei no mestrado e pretendo no futuro fazer o doutorado também. Me encontrei na pesquisa e pretendo fazer isso por muitos anos”, conclui Vitória.

O projeto

Sob a orientação da professora Dra. Cláudia Moura de Melo, Vitória participou do projeto de Iniciação Científica: caracterização da fauna triatomínica (Hemiptera: Reduviidae) em diferentes localidades rurais no estado de Sergipe, Nordeste, Brasil. A pesquisa foi realizada nos laboratórios de Doenças Infecciosas e Parasitárias (LDIP) e de Biologia Tropical (LBT), no Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP). 

 

Leia também: Unit divulga resultado de Programa de Iniciação Científica

Compartilhe: