V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Trabalho voluntário também engaja alunos em projetos de extensão

Os alunos que quiserem ser voluntários devem procurar a coordenação de extensão da sua instituição; prática agrega experiência e aprendizado

às 23h03
Estudantes podem atuar em projetos de extensão como voluntários, o que também agrega conhecimento e experiência acadêmica (Acervo Unit)
Estudantes podem atuar em projetos de extensão como voluntários, o que também agrega conhecimento e experiência acadêmica (Acervo Unit)
Compartilhe:

O atendimento de demandas sociais pode ser fundamental para os estudantes durante um curso de graduação de modo a colocar em prática o aprendizado das salas de aula. Isso pode ser feito através dos projetos de extensão oferecidos pelas universidades. Os alunos do Grupo Tiradentes têm diversas oportunidades que vão além da formação teórica. 

Parte delas estão nas atividades extensionistas que são oferecidas em bolsas estudantis remuneradas ou voluntárias em programas institucionais, com processos seletivos concorridos. Um exemplo disso é o do egresso Mário Alfredo Souto Santos, que fez o curso de Nutrição do Centro Universitário Tiradentes (Unit Alagoas) e se beneficiou do programa. Para ele, fazer extensão voluntariamente durante a graduação fez uma grande diferença para melhor em sua vida. 

“Durante a graduação passei por um momento muito difícil em minha vida e quase cheguei a desistir do curso, nesse momento tinha duas escolhas: desanimar e desistir ou seguir em frente e batalhar. Então, decidi continuar o curso e tudo o que aparecia de atividade ou evento eu participava. Com isso, fui ocupando a mente e fui aprendendo sobre vários temas importantes que complementam minha formação, e além disso, conheci várias pessoas novas a cada dia. Isso foi muito importante, porque abriu diversas portas para minha vida, e no geral participar de atividades de extensão é algo fundamental porque agrega bastante na vida pessoal e profissional de um estudante”, contou Alfredo. 

Para a professora Verônica Marques, pró-reitora de Pesquisa, Pós Graduação e Extensão da Unit Alagoas, participar de atividades extensionistas de forma voluntária pode ser bastante benéfico para o aluno, que agrega qualidades ao currículo e cria experiência profissional, dando-lhe a chance de aplicar aquilo que viu durante a aula e aprender na prática aqueles conteúdos que até então eram só teoria. 

“Essa atividade vai colocar o aluno sempre frente a desafios e perguntas que fazem parte de todo o processo de inovação e amadurecimento profissional, desenvolvendo postura e liderança. Além disso, se pretende seguir a carreira acadêmica, a experiência em iniciação científica e atividades extensionistas, contribui para reduzir o tempo médio de titulação de mestres e doutores e pode significar aquele desempate numa seleção concorrida por vagas”, ressalta Verônica. 

Certificados garantidos

A pró-reitora ressalta que o voluntariado não consiste em uma atividade remunerada, mas dá direito a certificado e possibilidades de o projeto ter continuidade na instituição. “No momento da participação é assinado um termo de voluntariado e após a finalização das atividades recebe uma certificação de horas complementares, seja do projeto de iniciação científica, seja das atividades extensionistas em que se participou como voluntário”, explica. 

Outras informações podem ser buscadas junto à coordenação de extensão e ou de Pesquisa e Extensão de sua unidade. 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: