V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Crises da pandemia reforçam importância do profissional de saúde mental

Psicólogos estão entre os profissionais que mais se destacaram durante a pandemia do coronavírus, devido ao aumento de problemas de saúde mental

às 20h51
Pandemia agravou a incidência de problemas de saúde mental, o que vem exigindo uma maior atuação dos psicólogos (Unsplash)
Pandemia agravou a incidência de problemas de saúde mental, o que vem exigindo uma maior atuação dos psicólogos (Unsplash)
A professora Karolline Pacheco Acácia, do curso de Psicologia da Unit Alagoas
Compartilhe:

As diversas crises desencadeadas pela pandemia da Covid-19, a exemplo da financeira e de saúde pública, reforçaram a importância da atuação de muitos profissionais, como os com formação em Psicologia. Afinal, em um momento delicado e desafiador como esse para a sociedade, cuidar da saúde mental nunca foi tão importante para se manter saudável e assim enfrentar as adversidades do momento. 

Neste sentido, os psicólogos tiveram sua atuação entre as que mais se destacaram durante a pandemia. Isso porque a quarentena, o isolamento social, desemprego, o medo de adoecer, de morrer ou de perder um ente querido, entre outros problemas, refletiram no aumento da ansiedade e adoecimentos psíquicos de todas as ordens como, depressão, ansiedade, transtornos alimentares, crises de pânico, e etc.

“A psicologia, que vem há anos tentando destacar e mostrar esse espaço de acolhimento do sujeito no seu sofrimento, é uma profissão que visa sempre o bem-estar. Muitas vezes a gente consegue promover uma cura, prevenir uma doença e outras vezes controlar, fazer com que o indivíduo conviva com o transtorno. Então a gente consegue atuar de diversas formas e hoje, mais do que nunca, essa é uma profissão de destaque e necessária para todos os campos de atuação”, disse a professora e preceptora de estágio em Psicologia Organizacional do Centro Universitário Tiradentes (Unit Alagoas), Karolline Pacheco.

Esses profissionais estão presentes tanto em clínicas, hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBS) quanto no âmbito escolar, nas organizações e empresas. “E isso só vem destacando a importância da nossa atuação junto à sociedade e de ter um espaço de acolhimento para a questão emocional”, frisou a professora. 

A função dos psicólogos é a de tentar compreender o papel das funções mentais no comportamento individual e social, estudando também os processos fisiológicos e biológicos que acompanham os comportamentos e funções cognitivas. “A prática da psicologia como profissão visa sempre buscar a prevenção de adoecimentos a nível psíquico, sempre olhando com importância o lugar da saúde mental e da psiquê na vida do ser humano. A gente não tem como olhar o sujeito hoje como um sujeito isolado, ele não é só corpo. Ele é corpo, é mente é psiquê”, destacou Karolline Pacheco.

Para a professora, somente quando a sociedade começar a perceber a importância da mente, das emoções e o quanto, no dia-a-dia, as diversas situações específicas impactam o nível emocional do ser humano, é que ela dará destaque para a importância de cuidar, também, da saúde mental.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: